Quem sou eu?

Às vezes gostava de não ser eu.

Gostava de ser outra pessoa.

Gostava de ser uma desconhecida.

E, na verdade, às vezes sinto-me como uma desconhecida.

Não para os outros mas sim para mim.

Sinto que me conheço sem me conhecer.

Por vezes uma mudança é uma tentativa de ser outro alguém.

Uma simples maquilhagem, uma cor de cabelo diferente, um modo de vestir alterado.

Resulta, num espaço de tempo mínimo.

Queria que me olhassem e se perguntassem: de onde vem, que histórias traz, o que pensa, o que faz, porquê. Quem é ela?

Mas quem lhes poderia responder se nem eu própria sei quem sou?

Julgo que me conheço mas será que conheço mesmo?

Daí vem a necessidade de ser outra pessoa, de criar outra identidade.

Descobrir quem sou escondendo o meu verdadeiro eu.

Mas uma mudança não oculta o passado, não muda quem realmente somos e o que passámos.

Depois apercebo-me de que todos os dias sou uma desconhecida.

Todos os dias tenho uma nova identidade.

Rio e sorrio como se fosse a pessoa mais feliz à face da Terra mas o meu coração pode estar a sofrer.

Alego estar cansada quando o que quero mesmo é correr para longe de tudo e todos.

Um simples “está tudo bem” tem oculto um complicado “abraça-me e salva-me”.

Uma frase banal carrega o mais profundo silêncio.

O silêncio esconde as mais sinceras palavras.

Isto poderia fazer de mim uma pessoa falsa. Uma mentirosa.

Mas não faz.

Apenas faz de mim humana.

E por ser humana todos julgam conhecer-me.

Mas não me conhecem.

Como podem conhecer-me sem nem eu me conheço?

Afinal…quem sou eu?

 

© Fox 2017 #69Letras

Sinto-me uma rebelde…

Essa fúria toda… porque a tens?
Pior… porque é que eu a quero?
Não sei se é a fúria que quero ou se te quero a ti com essa fúria toda. Sim, certa que te quero a ti com essa fúria toda. Bem em cima de mim.
De mãos cravadas em mim.
Tu bem dentro de mim.
Esse teu gosto de whisky nos lábios, surreal sensação que me fazes sentir.
Sinto-me uma rebelde.
Ao teu lado, uma bad girl.
De mal comportamento…
O que te faz ser assim tão bruto?
De tanta força pegar em mim e jogar-me como uma bola para cima da cama??

Não sei, quem ou o que te fez…assim. Mas adoro esse teu ser.

És errado.
Mas demasiado divertido.

© Krishna  2017 #69Letras

Bastou!

Quase na linha de chegada
Tu mais uma vez partes-me o coração.
Já perdi a noção, se sou rascunho ou defeito para ti.
És tanto para mim e eu tão pouco para ti.
Chega
A tua rapariga já não o sou.
Perdi tempo suficiente contigo e no teu mundo de leves mentiras.
Bastou!
De certo que já não te quero.
Mais que tudo, fomos juntos para separar.
Mais que correto que contigo não vou ficar.
Último beijo enquanto a chuva cai…
Pois à porta do meu coração tu vais ficar.

© Krishna 2017  #69Letras

Momentos meus…

Estou tentado a lembrar dos primeiros beijos que me deram na pila.
Aqui um pouco baralhado entre a tesão e a emoção.
Ter finalmente uma miúda a beijar lá naquele sítio era um acontecimento para ficar gravado na memória. Continuar a lerMomentos meus…

A química da Mente

 

O sabor que sentes num beijo , rebusca-te o pensamento e trás à boca toda a química que sentes fluir da pessoa que estás a beijar … que beijas com querer!!!

Chamam-lhe “borboletas” , mas é a química da Mente!

A química que flui, mesmo sem um contacto físico, descontrola por completo a capacidade de abstrair daquele pensamento, daquela mente !!
Foca a nossa mente na vontade do toque ,
do sabor, do cheiro …
Desbloqueia-nos sensações que achamos serem controladas por nós,
alteram a nossa reação às palavras que vêm daquela voz, que noutra voz não teria o mesmo efeito !!

E quando finalmente nos sente “encantados” e à mercê dos seus desejos, aproxima-nos … faz de tudo para juntar as duas mentes e deixa-se fluir!!

Inunda-nos aquele calor invasor e a vontade do ter,
que nos fazem agarrar a pele do outro com força….
O tirar as roupas ou apenas tecidos do caminho ,
o arranjar um canto que nos apoie ou esconda …
e nos liberte a tesao no momento em que … já não aguentas mais!!!
Os sabores e os cheiros que se trocam, fisicamente agora, que se entranham, encaixam-nos na perfeição!

Quando todo o corpo entra em circuito e os espasmos descontrolam o pensar e a razão, a força das mãos e do corpo tomam posse do que nem sonhavas tocar!

É o ter,
é a vontade,
o desejo …
o desespero de quereres sentir teu naquele momento, atingindo todos os limites sem sequer os anteceder…

E só no fim … extasiados … te apercebes a rapidez em que tudo aconteceu … e mesmo que ninguém diga …
o pensamento de ambos grita …

… “hummm tão bom”!

©My Sighs   2017  #69Letras

(sobre)VOAR(te)

Fazes-me acreditar na capacidade de voar…
Injectas em mim toda a vontade de me lançar de braços abertos,
Aproveitando cada segundo…cada sensação…cada imagem! Continuar a ler(sobre)VOAR(te)

Uma rapidinha entre canais e uma porta fechada!

Não consigo pensar em nada mais triste do que um fim de um amor.

Uma porta fechada, um quarto morto apenas com o som de uma rotina: deitar para cedo erguer para trabalhar, voltar jantar e tornar a deitar. Continuar a lerUma rapidinha entre canais e uma porta fechada!

Recebe o que dás

Por favor, aguarda...

Subscreve a nossa newsletter

Vê tudo em primeira mão na privacidade do teu email. Novos textos, futuros eventos, workshops e novidades da nossa loja online - sex shop!
error: Conteúdo Protegido
%d bloggers like this: