Momentos só nossos…

Gosto de pensar que alguns momentos serão sempre meus.
Chego a parar para me forçar a recordar…
Não os quero perder…
São meus e teus…
Talvez quem comigo os viveu já não os guarde…
Quem sabe alguns que eu não guarde, tenham dona e sejam guardados em outra memória que não a minha…
São belos momentos de vida que não quero que se percam nas memórias.
Não desejo perder a capacidade de me voltar a enamorar pelas borboletas que senti…
E por isso paro…
Paro e recordo…
Recordo a vibração que aqueles momentos a esvoaçar em mim me provocavam…
E sorrio…
Sorrio com a ternura que dentro sinto …
Dos beijos apaixonados que dei e recebi…
Dos lábios que me beijaram…
As mãos sedosas que me percorreram…
Aquelas que desejei…
Recordo gemidos de prazer…
Não aqueles de prazer carnal!!
Os pequenos…
O entrar…
O… “Estas em mim…”

©Read Mymind 2017 #69Letras

Os teus lábios feitos para mim…!

Já pensei em te ter…Sentir o teu cheiro…

Saborear os teus lábios!!

Sim…

Saborear…

Não foram feitos para serem devorados…

São delicados e perfeitos para serem tocados…

Sentidos…

Suavemente beijados…

Aquecidos pela minha vontade!!

Esculpidos para soltarem leves gemidos…

Enquanto os meus…

Percorrem o teu pescoço…

Têm a forma perfeita para deixarem passar suspiros, de cada vez que minha língua percorre levemente aquela zona onde a tua orelha termina e a pele se mistura com esse belo cabelo…

Os teus olhos em mim cravados…

Perdido que fico ao beijares o meu peito…

Suavemente…

Aqui e ali mordiscando…

Descendo…

Esperando pelo meu desespero de os sentir me sorver…

Não!!

Não quero truques …

Quero ver nos teus olhos o gozo de me teres na tua boca!!!

Sim…

Nada supera uma boca apaixonada…

Seja nos beijos ou no ter…

Os olhos que pedem que a possua …

Os mesmos olhos que deliram com o meu retorcer de prazer!!!

Sim…

Penso em te ter…

Deixa-me revelar o teu ser…

Porque quase sempre começa numa brincadeira…Num avaliar superficial…

Aquele parecer ser que acaba por não ser…

E vais raspando assim sem querer…

Revelando o ser que se esconde…

E o que era uma brincadeira torna-se um prazer…

Descobres o que não te quer esconder.

Talvez seja sempre uma brincadeira…

Mas é uma brincadeira que já me dá prazer…

E o que seria de nós se não tivéssemos quem nos desse prazer em conhecer o seu ser??

Apetece coisas loucas! Apeteces-me tu!

As vezes apetece coisas loucas…
Apetece que sejas minha!
Minha talvez não…
Gosto de animais a solta.
Em cativeiro perdem o brilho…
Apetecia…
Apenas isso…
Nua…
Sorridente e quente…
Apetecia sem muito que falar…
Para quê falar com o tanto que me apetece te fazer…???
Tudo tem de ser falado?
Explicado?
As palavras tiram o tempo dos gemidos…
Desgastam as vontades em vãs procuras…
Somos corpo e vontades…
Desejo e tes@o…
Não somos jovens loucos a procura de algo novo…
Sabemos o que queremos.
Passamos o tempo dos mistérios…
Porque não desfrutarmos um do outro?
Sem procurar segredos e penumbras…
Guardemos as sombras para esconder eventuais vergonhas.
Fiquemos pelos lençóis molhados dos nossos suores…
Esses não precisam explicação…
As mãos que a ti, toda procuram sentir…
Os meus lábios sequiosos dos teus…
Teus seios tesos de apetite do meu sugar…
São frases com começo, meio e fim!
Sem pausas e vírgulas!
Os meus dedos que te exploram o calor…
A tua mão que me sente a vontade…
Autênticas cartas escritas com o erotismo do saber de nós mesmos…
Que seja eu louco…
A loucura que me explique por palavras tuas onde me perdi em vontades de ti…

©Read Mymind 2017 #69Letras

Vamos brincar?

Olá!!Vamos brincar de novo?

Deixas usar o teu brinquedo?

Claro que podes usar também o meu!!

Depois devolves ,ok!!!???

Hum… Partir, acho que não parte…

Estás à vontade…

Se tem boas pilhas??

Oh pá… 

Qualquer coisa esfregas bem que arrebitam de novo!!

Aquela coisa de transferência de energia…

Eu sei que tu entendes…

És inteligente…

Beijar???!

Os brinquedos são para ser acarinhados!!

Beijar, acarinhar…

Deves beijar!!

Tens lábios perfeitos para beijos sabias???

Vaaa…

É tudo na brincadeira…

Achas que queria o teu brinquedo??

Ai achas??

E tu o meu??!!!

Queres experimentar se sei mesmo brincar??

Não tens vergonha?

Ahhh… Já as perdeste à muito…

Eu também!!!

Vamos brincar os dois…

Sempre na brincadeira…

Era uma vez…

Era uma vez a historia do capuchinho vermelho…Era uma vez ,porque a historia já não é assim.

Já foste !!! Oh Lobo mau!!

A historia agora começa por…

Era uma vez uns rafeiros abandonados…

Daqueles tipo australianos. Que querem comer tudo!

Selvagens mas sem a astúcia dos lobos!!

Os lobos… Esses são mais matreiros.

Dão menos nas vistas…

Fazem o cerco à presa sem fazer mexer uma moita…

Depois existiam as ovelhas…

Que andavam todas contentes a passear pela pradaria.

(tipo as vacas nos filmes do LuckyLuke)

Doidas das ovelhas…

Quando viam um rafeiro, lá comentavam entre elas…

“Mmm… que cachorro lindo!!

Deve ter um dentinho bem aguçado e brilhante.

Ai querida os gritos que ia dar com ele !!!! Mmeeeeé!!”

E os patetas dos canitos lá passeavam tranquilos as suas pulgas e pêlo lustroso. Indiferentes às obelhitas rechonchudinhas e quentinhas…

Para a historia ficar como nos lembramos dos filmes da Disney, falta a Capuchinho

Uiii a Capuchinho…

Hoje uma moça crescida e esperta, que tem os seus rebanhos para cuidar e manter felizes…

Estás a ver o que os canitos sofrem nas mãos (e não só)

da Capuchinha??

Habituada a escolher o melhor do seu rebanho, já tem um jeito natural para selecionar o que vai comer…

Pois… Porque desengane-se o lobo que afia o dente ao vê-lá…

Será ele a ser escolhido e comido!!!

Mas com classe!!!

De uma forma que o bicho mantenha o seu orgulho de predador…

O bicho bem estranha a facilidade com que a roupa salta e a pele apetitosa se mostra…

“Mas que porra” Pensa ele…

“Quem vai atacar a quem?”

O caçador não entra nesta historia.

Deve andar entretido com os canitos rafeiros a ver se come algum ossinho espalhado por ai, enquanto a carninha boa que ele devia manter em casa ,anda por ai , à solta.
The End

©Read Mymind 2017 #69Letras

Uma aventura que ainda agora começou

Faz hoje um ano.

Um ano que me aventurei nesta caminhada da escrita, neste mundo de sentidos e sentimentos. A cada dia que passa sinto-me cada vez melhor naquilo que faço é porque o faço. E tudo começou com uma brincadeira. Uma espécie de teste ao tentar partilhar os meus devaneios. Sempre escrevi é verdade. Mas eram apenas rasgos, momentos ou até mesmo opiniões em tom de desabafo. Nunca escrevi em busca de atenção nem com segundas intenções. Faço-o porque para mim é uma catarse. Uma espécie de sensação semelhante à quando saem do ginásio. Cansados fisicamente, relaxados psicologicamente. Pois, para mim é isso mesmo. Continuar a lerUma aventura que ainda agora começou

Recebe o que dás

Por favor, aguarda...

Subscreve a nossa newsletter

Vê tudo em primeira mão na privacidade do teu email. Novos textos, futuros eventos, workshops e novidades da nossa loja online - sex shop!
error: Conteúdo Protegido
%d bloggers like this: